O que ocorreu em Aquiraz, agora a pouco, é um caso atípico, porém, mais uma vez referente à violência. Bandidos assaltaram um carro-forte, em frente ao Banco do Brasil, levando malotes de dinheiro. Não se sabe a quantia, mas houve vários tiros, no local. Fala-se de uma ou duas vítimas com ferimentos leves.

No caso, não foi falta de segurança, como se fala nas ruas, pois o próprio carro-forte, tem todo um aparato de segurança. Trata-se de uma ação ousada e planejada dos assaltantes. E Aquiraz, que ainda sente a tristeza e a dor do pânico, insegurança e morte, em um dos maiores festejos da cidade, recentemente, não consegue ter paz, por mais que a segurança esteja sendo pensada e reforçada.

Não queremos nos tornar página de notícias policiais, mas, infelizmente, vemos, nesta ferramenta, uma forma de pressionar as autoridades competentes a investir no social e a cuidar de nossa segurança, pois é cada vez mais comum as ações criminosas na cidade. Em 2012, por exemplo, tivemos 56 mortes por homicídio doloso, em Aquiraz, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado. De janeiro a dezembro, ficamos sempre entre as primeiras posições, de 4º à 13º, dentre 184 cidades cearenses.

Por Joaquim Paiva
Blogueiro da AGAGE – Associação Gente Ajudando Gente